O Digital Essencial – Parte 1

DN: Marcia, como foi para você participar do desenvolvimento do novo site da DirectBiz?

O primeiro sentimento foi o peso da responsabilidade! (risos) Mas também uma enorme satisfação por ter a oportunidade de participar dessa mudança. A DirectBiz tem uma grande história e muita credibilidade no mercado e todo o projeto, desde a nova marca até o site, foi feito com esse olhar.

O objetivo desde o início foi destacar tanto a experiência da empresa – e seus muitos diferenciais conquistados com isso – quanto a sua inventividade. Além disso, tendo um enorme capital humano, na forma de seus sócios e consultores, a empresa precisava de um novo site que contasse de novo isso para o mundo, de uma forma mais pessoal, juntamente com seus novos cases de sucesso.

Com o lema “Disrupção com Pragmatismo”, partimos para a definição da nova persona da empresa, que recentemente ampliou a área de atuação para o mercado Omnichannel. Uma persona que, entre entre outras coisas, se relaciona com seus clientes de forma muito próxima e perene. A partir disso, desenvolvemos um conteúdo ao mesmo tempo leve e “de peso”, com navegação fácil e intuitiva.

A grande vantagem – e desafio – é que o mundo digital não para de evoluir e os sites estão sempre se aperfeiçoando. Temos novas áreas em desenvolvimento e muito material bacana para compartilhar!

 

DN: Em sua opinião, o que um bom site empresarial deve oferecer hoje em dia?

Os sites hoje são canais de relacionamento. Deixaram de ser apenas uma apresentação da empresa e passaram a ser uma via de mão dupla na relação cliente x empresa. Também são pensados em termos da experiência do consumidor, com uma navegação que considere tanto a sua usabilidade quanto a utilidade da informação disponível. Além disso, os sites são portais de acesso a áreas exclusivas para os clientes, locais para downloads de material útil e canal de notícias. Ou seja, portais de serviços.

Uma ferramenta que reforça isso e promove ainda mais a identificação da equipe com o público é o blog, que conecta diretamente o cliente com a “alma” da empresa, por meio de seus artigos e insights. Estamos criando esse espaço assim no site da DirectBiz com uma grande empolgação do time.

 

DN: O que faz uma presença digital ser de fato consistente?

Hoje em dia, é praticamente impossível para uma pequena empresa estar em todas as redes e mantê-las atualizadas, portanto, o mais importante é estar onde seu cliente está e buscar cobrir o maior número de pontos de contato possível, com qualidade. Não adianta estar em todas as redes (ou quase todas) e não oferecer conteúdo interessante e atualizado, ou não responder as mensagens ou possíveis reclamações. Vale mais a pena investir em bom conteúdo relacional, na frequência adequada e nas redes certas.

A DirectBiz, por exemplo, está no Facebook, Linkedin e Youtube e envia periodicamente via e-mail o DBiz News, o seu informativo digital, além do site. Pelo seu perfil de atendimento – pessoal e direto – isso por si só já representa bem a “persona digital” da marca. Já empresas varejistas e de serviços online, por exemplo, precisam investir mais, para manter seus canais digitais de relacionamento com um rápido retorno ao seu consumidor e suas avaliações com bons índices.

O primeiro passo é sempre entender empresa e público, e depois traçar uma estratégia digital adequada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X